Personagem: Um B'Iggo

Ir em baixo

Personagem: Um B'Iggo

Mensagem  Ed em Qui Jan 10, 2019 11:13 am

Um nasceu em uma tribo Orc, de uma mãe que havia regressado depois de muitos anos longe de seu povo. Sua mãe, Disan, inicialmente foi aceita com reticência, e ao mostrar sinais de gravidez fora rejeitada pela tribo, mas como nenhum Orc conseguir expulsá-la, ela ficou. Um nasceu e quando foi observado traços humanos no bebê, a tribo o rejeitou veementemente.

Disan

Disan abandonou Um ainda bebê na tribo, então ele teve que, desde muito criança, lutar por seu espaço entre os outros Orcs, e fora muito exigido pra que carregasse o próprio peso. Foi forçado e participar de invasões e saques bem mais cedo que as outras crianças orcs, Um foi condicionado a odiar a humanidade por ser uma "abominação" matando seu primeiro humano ainda aos 9 anos. E apesar de Um sempre carregar o próprio peso, tanto no dia a dia quanto em invasões, ele sempre foi diminuído por seus irmão de tribo.
Algum tempo depois, a tribo foi atacada por uma cavalaria e ele foi quase morto. Ao acordar e ver que a Tribo havia sido derrotada, Um achou que seria feito de escravo, mas logo percebeu que não estava com algemas na tenda onde ele estava deitado. Percebeu também que havia um homem armadurado com um brasão de Gorum ao seu lado rezando pelos combatentes caídos. Esse homem, Pelum, era um cavaleiro clérigo de Gorum e ele havia salvado Um.

Pelum

De início Um pensou em fugir, mas percebeu que seria em vão, então resolveu entrar no jogo enquanto esperava por uma melhor oportunidade, mas Pelum o tratava de igual e isso o assustou um pouco, deixando-o curioso. Nunca Um havia sido tratado bem em sua curta vida. Ao voltar à cidade humana, Pelum anunciou que gostaria de adotar Um. Houveram muitos questionamentos, tanto por Um quanto pelas pessoas próximas ao Cavaleiro, mas Pelum nunca baixou a cabeça nem deu satisfações a ninguém, e a quem insistisse ele falava que uma espada afiada empunhada por um braço forte só respondia sangue.
Um foi educado por Pelum, e de fato, sempre tratado como um filho. E para a surpresa do meio-orc, em Brevoy, portanto que Um se portasse como um filho de um Cavaleiro, ele era tratado como um filho de Cavaleiro.
Com a adolencência veio a rebeldia, e Um queria ir combater com seu pai nas missões que o brasão B'Iggo era convocado, mas Pelum nunca permitia, ele dizia que Um não estava pronto, e Um dizia que já chutou mais bundas que muitos dos soldados convocados. Nesse período rebelde Um acabou criando amizades com pessoas de caráter dúbio, alguns até usuários de tóxicos. E por ser mais preparado para combate que os outros jovens bundamole, as vezes algum amigo de amigo oferecia contrato de escolta para Um proteger a carruagem de alguém de um lugar a outro, sempre por caminhos pouco usados pela floresta.
Numa dessas viagens, depois da carruagem sofrer um ataque corriqueiro, Um descobriu que ele não estava escoltando as pessoas, e sim o carregamento de produtos ilícitos que iam na carruagem. A mentira e o desrespeito a Um gerou uma revolta. Houve um desentendimento, seguido de conflito e Um vazou com o espólio da viagem como pagamento pelo desrespeito. Voltando à cidade, logo percebeu que o buraco era mais embaixo e viu que seria melhor ele se afastar um pouco de sua vida até as coisas acalmarem. Viu um chamado de exploração do Greenbelt, juntou uma parceria, e partiu.
avatar
Ed

Mensagens : 17
Data de inscrição : 02/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum